Urnas são distribuídas com escolta policial no Maranhão

urnasescoltaFolha de São Paulo – Com forte escolta policial, cerca de 2.000 urnas eletrônicas foram distribuídas neste sábado (1) em São Luís e região metropolitana, após uma onda de ataques a ônibus e locais de votação.

A distribuição começou pela manhã e deve se estender até o final do dia.

Durante a madrugada, pelo menos sete escolas onde haveria votação foram incendiadas ou depredadas. Parte das seções eleitorais, que ficam em São Luís e São José do Ribamar (região metropolitana da capital), será transferida a outros locais, ainda a serem definidos.

Os caminhões dos Correios, que carregam as urnas, são acompanhados de viaturas policiais. O governo do Maranhão também reforçou a segurança em locais que foram alvos de atentados.

Em meio à onda de violência, o governo estadual anunciou nesta semana que a segurança será reforçada no dia da eleição. Além dos 7.500 membros das polícias do Estado, 1.300 homens das Forças Armadas e da Força Nacional protegerão os locais de votação.

Neste sábado (1), o ministro do TSE (Tribunal Superior Eleitoral), Gilmar Mendes, fez uma visita ao Estado, acompanhado do ministro da Defesa, Raul Jungmann, para acompanhar as medidas de segurança.

ATAQUES

Segundo a secretaria da Segurança, os ataques são ordenados de dentro dos presídios maranhenses.

Na avaliação do governo, eles são uma reação a mudanças na gestão penitenciária. Em mensagem divulgada neste sábado (1), o governador Flávio Dino (PCdoB) atribui a violência a “organizações criminosas [que] querem amedrontar a sociedade para tentar retomar privilégios que tiveram no passado”.

“Nós não aceitamos recuar um milímetro na implantação da disciplina e da ordem em nosso sistema prisional. Não cedemos a chantagens políticas ou de criminosos”, afirmou o governador.

A recente onda de violência começou com uma rebelião no complexo penitenciário de Pedrinhas, no último sábado (24). Desde então, ônibus têm sido incendiados em São Luís e região. Não houve mortos ou feridos até agora.

Na noite desta sexta (30), pelo menos cinco ônibus foram incendiados em São Luís. Um dia antes, três escolas municipais foram queimadas.

Forças estaduais de segurança anunciaram operações especiais neste fim de semana, como revistas nos presídios e policiamento ostensivo para evitar ataques contra urnas eletrônicas.

O governo do Maranhão disse ter identificado 35 detentos como os mentores dos ataques. Na manhã deste sábado, 23 deles foram transferidos a um presídio federal de segurança máxima, em Mossoró (RN)

Rosângela encerra campanha eleitoral com a maior caminhada da história de Imperatriz

img-20161001-wa0091IMPERATRIZ – A candidata a prefeita Rosângela e seu vice Prof. Adonilson lideraram na manhã deste sábado (1) a maior caminhada registrada na história de Imperatriz. As milhares de pessoas se reuniram às 8h, na Praça de Fátima, de onde seguiram em ritmo de festa pelas ruas da cidade. De acordo a coordenação, cerca de 15 mil pessoas participaram do momento.

Rosângela encerra sua campanha eleitoral com o sentimento de vitória. Sob grandes ataques e uma jornada intensa pelos bairros da cidade, a candidata aumentou seu prestígio e lidera a intenção de votos no termômetro das ruas. Por onde Rosângela passa o povo a abraça e deseja votos de vitória neste domingo (2).

Hoje também é aniversário da professora Francisca Leal. Ela disse que decidiu dedicar parte do seu dia à Rosângela, pois acredita que a candidata é a única capaz de administrar Imperatriz pelos próximos 4 anos.

“Eu vim aqui, hoje, dia do meu aniversário porque eu acredito nela. Acredito que ela é a única capacitada para comandar nossa cidade pelos próximos 4 anos, fazendo com que nossa cidade cresça e se desenvolva. E ela vai ser nossa primeira prefeita” completa a professora.

Trajetória

Rosângela e Prof. Adonilson começaram a percorrer os bairros da cidade ainda em maio, na pré-campanha, com o Diálogo nos Bairros. A intenção dos candidatos foi montar coletivamente o plano de governo e contaram com a ajuda de lideranças e também de técnicos.

Já no período de campanha, Rosângela e Prof. Adonilson intensificaram as visitas aos bairros com o “Arrastão do 12”. Ao todo, o grupo percorreu 36 regiões, contabilizando mais de 250km percorrido. De casa em casa, Rosângela e Prof. Adonilson reforçaram seu desejo de cuidar de Imperatriz.

Ao encerra a campanha, Rosângela agradeceu: “Quero agradecer primeiramente a Deus sobre todas as coisas e em segundo essa militância do 12 que foi incansável durante esses 45 dias. Obrigada a todos e todas que me receberam em suas casas, que me esperaram na esquina, que me desejaram vitória. Esse foi o gás necessários para chegarmos até aqui. Obrigada mais uma vez e vamos rumo à vitória” disse a candidata.

Prof. Adonilson também deu seu recado: “Muito obrigado aos que incansavelmente participaram de todas as nossas atividades. Graças a vocês chegamos até aqui e com a ajuda de vocês vamos chegar à prefeitura de Imperatriz. Nosso trabalho é de vocês e para vocês. Muito obrigado” reforçou.

Econométrica também crava vitória de Edivaldo no primeiro turno

O prefeito Edivaldo Holanda Júnior deve ser reeleito prefeito de São Luís em primeiro turno, segundo pesquisa do Instituto Econométrica, contratada pelo blog do John Cutrim (JP) e divulgada ontem. De acordo com a sondagem, Edivaldo tem vantagem de 25,1 pontos sobre Wellington do Curso, seu principal adversário. Na pesquisa estimulada, onde são apresentados os nomes dos candidatos ao eleitor, Edivaldo lidera com 48,3% de intenções de voto, seguido de Wellington do Curso, com 23,2%; Eliziane Gama, com 8,2%; Eduardo Braide, com 4,3%; Rose Sales, com 3,0%; Fábio Câmara, com 2,2%; e Cláudia Durans, com 0,6%. Os candidatos Valdeny Barros e Zé Luis Lago pontuaram com 0,1%. Dos entrevistados, 5,9% disseram que não votariam em nenhum dos candidatos e 4,1% não sabem ou não responderam.

pesquisa-1

Considerando somente os votos válidos — sem os brancos e nulos, resultado utilizado pela Justiça Eleitoral para aferir o candidato vencedor —, Edivaldo lidera com 53,7% dos votos. O percentual seria suficiente para o pedetista ser reeleito ainda no primeiro turno. Wellington figura na segunda posição, com 25,8% das intenções de voto válidos, seguido de Eliziane com 9,1%; Eduardo Braide, 4,8%; Rose Sales, 3,3%; Fábio Câmara, 2,4%; Cláudia Durans, 0,7%; e Valdeny Barros e Zé Luis Lago, com 0,1% cada.

pesquisa-2

Segundo turno

A Econométrica também fez simulações de segundo turno. No cenário entre Edivaldo e Wellington do Curso, Edivaldo seria reeleito com 54,3% das intenções de voto, contra 34,1% de Wellington. 9,2% não votariam em nenhum deles e 2,4% não sabem ou não responderam. Quando enfrenta a candidata do PPS Eliziane Gama, Edivaldo também sai vitorioso, com 59,4% contra 22,2%. Destes, 15,1% não votariam em nenhum deles e 3,3% não sabem ou não responderam.

Rejeição

pesquisa-4

A Econométrica mostra que Eliziane Gama é a mais rejeitada, alcançando 36% dos eleitores. Edivaldo aparece em segundo com 24,5% de rejeição, Wellington do Curso alcança 24,3%, Fábio Câmara 20,9%, Rose Sales 15,4%, Zé Luis Lago 12,6%, Cláudia Durans 12,2%, Eduardo Braide 12,1%, e Valdeny Barros 9,6%. Disseram que não votariam em ninguém 3,4%, e 9,1% não sabem ou não responderam.

Expectativa de vitória

pesquisa-5

Em relação à expectativa de vitória, 72,9% dos eleitores, a grande maioria, acreditam na vitória de Edivaldo. 18,2% acreditam em Wellington, 2,3% em Eliziane, 0,2% em Eduardo Braide, 0,1% em Fábio Câmara, 0,1% em Cláudia Durans. 6,2% não sabem ou não responderam. Ainda de acordo com a pesquisa Econométrica, a aprovação do prefeito Edivaldo é de 58,1% contra 38,8% que desaprovam. Já o governador Flávio Dino tem aprovação em São Luís de 61,3%. Os que desaprovam o seu governo são 36,1%.

A pesquisa, realizada nos dias 27 a 29 de setembro, ouviu 1000 pessoas e está registrada no PESQELE sob o Nº MA-04997/2016. O erro amostral é de 3% com um intervalo de confiança de 95%.

Escola é incendiada no São Bernardo

escolaincendiada

A escola municipal Ana Lúcia Chaves, no bairro São Bernardo, foi alvo de ataque neste sábado (1º). A escola foi incendiada por criminosos. Como a escola é seção eleitoral, membros do Tribunal Regional Eleitoral já foram ao local para saber se existe condições de votação ou se será necessária mudança do local.

O prefeito Edivaldo Holanda Júnior também se dirige ao local para averiguar as providências a serem tomadas.

Pesquisa DataM de véspera: Edivaldo vence no primeiro turno

O Instituto Data M divulgou neste sábado (1), véspera de eleição, mais uma pesquisa de intenção de voto para a corrida eleitoral em São Luís. A consulta, que ouviu 1.000 eleitores em vários bairros da capital, entre os dias 29 e 30 de setembro, evidencia a liderança do candidato à reeleição, Edivaldo Holanda Junior (PDT), e a vitória dele em primeiro turno.

O candidato pedetista alcançou a sua maior vantagem desde o início da campanha, com mais de 29 pontos à frente de Wellington do Curso (PP) que se mantém em segundo lugar.

pesquisa-datam-0110-07-2

Outro fato que chamou atenção foi que o candidato Eduardo Braide (PMN) ultrapassou Eliziane Gama (PPS), que iniciou a campanha liderando as pesquisas e fecha o período de levantamentos em quarto lugar.

Na pesquisa estimulada, onde são apresentados os nomes dos candidatos ao eleitor, Edivaldo está com 48,9% de intenções de voto, Wellington do Curso com 18,1%, Eduardo Braide (PMN) com 11,7%, Eliziane Gama (PPS) com 5,1%, Fábio Câmara (PMDB) com 2,5%, Rose Sales (PMB) com 1,1%, Cláudia Durans (PSTU) com 1,1%, Valdeny Barros (PSOL) com 0,2% e Zé Luis Lago (PPL) com 0,2%. 6,7% disseram que não votariam em nenhum dos candidatos e 4,4% não sabem ou não responderam.

pesquisa-datam-0110-05

VOTOS VÁLIDOS – Nos votos válidos, desconsiderando brancos, nulos e indecisos, o candidato Edivaldo soma 55,0%. O percentual garante a vitória do pedetista no primeiro turno. Wellington aparece em segundo com 20,4% das intenções de voto, seguido de Eduardo Braide com 13,2%, Eliziane com 5,7%, Fábio Câmara com 2,8%, Rose Sales com 1,2%, Cláudia Durans com 1,2%, Valdeny Barros com 0,2% e Zé Luis Lago também com 0,2%.

SEGUNDO TURNO – Nas simulações de segundo turno, Edivaldo também lidera e venceria em todos os cenários. Numa possível disputa entre Edivaldo e Wellington do Curso, Edivaldo seria reeleito com 55,4% das intenções de voto, contra 28,3% do adversário Wellington. 14,7% não votariam em nenhum deles e 1,6% não sabem ou não responderam.

No cenário em que o prefeito Edivaldo enfrenta a candidata do PPS, Eliziane Gama, Edivaldo também sairia vitorioso com 56,0% das intenções de voto, contra 20,9% de Eliziane. 20,7% não votariam em nenhum deles e 2,4% não sabem ou não responderam.

Na simulação de uma possível disputa entre Eliziane Gama e Wellington do Curso, Wellington aparece com 36,1% das intenções de voto contra 23,5% de Eliziane. 37,3% não votariam em nenhum deles e 3,1% não sabem ou não responderam.

EXPECTATIVA DE VITÓRIA – Os eleitores ouvidos na pesquisa também foram questionados quanto à expectativa de vitória. 77,5% dos eleitores acreditam na vitória de Edivaldo. 12,0% apostam em Wellington, 2,1% em Eduardo Braide, 1,8% em Eliziane, 0,7% em Cláudia Durans, 0,3% em Rose Sales e 0,2% em Fábio Câmara 0,1%. Valdeny Barros e Zé Luis Lago não pontuaram. 0,2% não acredita em nenhum deles e 5,2% não sabem ou não responderam.

REJEIÇÃO – No levantamento, 20,0% não votam de jeito nenhum na candidata Eliziane Gama. Já Edivaldo tem rejeição de 19,6%, Wellington do Curso 17,0%, Fábio Câmara 11,3%, Eduardo Braide 3,9%, Zé Luis Lago 3,1%, Rose Sales 2,1%, Valdeny Barros 2,1% e Cláudia Durans 1,6%. 13,5% disseram que votariam em todos e 5,8% não sabem ou não responderam.

A pesquisa foi encomendada pela TV Difusora e Sindicato das Indústrias da Construção Civil do Estado do Maranhão/ Sinduscon, e foi registrada na Justiça Eleitoral no dia 25 de setembro, sob o número MA-04091/2016. O nível de confiança estimado é de 95% e a margem de erro é de 3 pontos percentuais, para mais ou para menos.

Governador Flávio Dino fala sobre segurança neste sábado no Resenha

flaviodinoO governador Flávio Dino (PCdoB) é o convidado deste sábado (1º) do programa Resenha, da TV Difusora. O governador irá falar principalmente sobre segurança pública.

O Estado sofre nos últimos dias uma onda de ataques, onde criminosos incendiaram ônibus, escolas, carros de coleta de lixo e carros da Cemar. São Luís e Imperatriz foram alvo.

O programa vai ao ar às 9h, ao vivo na TV Difusora São Luís e Difusora Sul.

Oposição começa a criar factoides para ligar Governo a ataques criminosos

onibusqueimadoA oposição começa a mudar a estratégia e, além de espalhar terror por São Luís, agora começa a ligar o ataque das facções criminosas ao Governo, especialmente ao governador Flávio Dino. Com o objetivo de desviar o foco das rápidas respostas das Forças de Segurança do Estado, a oposição inicia a fábrica de factoides batidos e já vistos em outras ocasiões, como áudios suspeitos e entrevistas produzidas.

O duro recado do governador de que não cederá a imposição das facções criminosas e reorganizará o Complexo Penitenciário de Pedrinhas frustrou os disseminadores do caos. “Facções criminosas, com claros apoios políticos, resolveram se unir para tentar impor as suas próprias regras na Penitenciaria”, informou Flávio Dino, que ressaltou que “não podemos permitir isso, pois significaria aumento da criminalidade dentro e fora do sistema penitenciário. Já vimos o caos em 2013 e 2014”.

O governador observou ainda ser muito estranho que essa movimentação se dê em período eleitoral, com claros sinais dados durante toda a semana da influência política nesses ataques, a exemplo do recado das esposas da facção Bonde dos 40, que gritaram que não haveria eleição. “Lamento profundamente que pessoas queiram ganhar eleições impondo pânico e danos à população. Como temos visto em vários Estados”, declarou Flávio Dino.

A tentativa da oposição de relacionar os ataques ao Governo ou ao governador Flávio Dino é mais uma daquelas estratégias que costumam ser utilizadas nas eleições no Maranhão.

Enquanto a oposição se ocupa de disseminar o caos e factoides para atacar o Governo, Flávio Dino e as Forças de Segurança se empenham em garantir a paz aos ludovicenses e ao pleito eleitoral que se aproxima.

Operação identifica 40 presos como mandantes dos ataques

Cinco ônibus foram completamente destruídos por criminosos. Escolas também foram atacadas.

Cinco ônibus foram completamente destruídos por criminosos. Escolas também foram atacadas.

A polícia identificou 40 detentos que já cumprem pena no sistema prisional envolvidos com os ataques a ônibus e escolas da capital, na noite de quinta‐feira, dia 29. O grupo foi autuado por crimes de organização criminosa, incêndio a coletivos e a órgãos públicos. Os detentos já respondem a processo por assaltos a mão armada, tráfico de drogas, formação de quadrilha, latrocínios – que é o roubo seguido de morte – e homicídio.

A Secretaria de Estado da Segurança Pública (SSP‐MA) solicitou à Justiça a transferência de todos eles para presídios federais. “São criminosos de alta periculosidade, que cumprem pena por crimes gravíssimos. A única medida é retirá‐los do cenário para que não continuem incentivando estes atos, e, assim, impedir que sejam cometidos mais crimes”, ressaltou o titular da Superintendência Especial de Investigação Criminal (Seic), Tiago Bardal. Desde os atentados a polícia já capturou 24 pessoas, sendo 12 adolescentes que foram encaminhados à internação no Centro de Juventude Canaã, no Vinhais. Os demais estão na Seic, onde serão interrogados, autuados e enviados ao Complexo de Pedrinhas.

Para evitar a movimentação dos criminosos, as Polícias Militar e Civil realizaram, na manhã desta sexta‐feira (30), operação ostensiva em todos os presídios do sistema penitenciário. Um total de 700 policiais ocupou as detenções para cumprir revistas minuciosas e abordagens à procura de celulares, armas e drogas. “É uma ação ‘pente fino’ para fechar o cerco contra esses criminosos e mostrar que a Segurança não vai deixar que eles instaurem o clima de medo na cidade”, enfatizou Bardal. Deste efetivo, 450 são agentes de segurança prisional da Secretaria de Estado da Administração.

Reforçando esse trabalho ostensivo, tropas federais serão enviadas para o Maranhão, a pedido do governador, para juntar‐se aos 7.500 homens que atuarão nos próximos dias para impedir que facções criminosas tentem tumultuar as eleições. A Secretaria de Estado da Segurança Pública (SSP) orienta que os cidadãos repassem informações que ajudem a polícia no combate ao crime por meio do número do aplicativo Whatsapp (98) 9.9163.4899 e pelo aplicativo “Byzu”, compatível com todos os sistemas operacionais.

Reforço da segurança nas eleições com quase 9 mil policiais

Coletiva no TRE sobre a segurança nas eleições

Coletiva no TRE sobre a segurança nas eleições

O policiamento para o período eleitoral está reforçado com a integração de equipes da Militar, Civil, Corpo de Bombeiros, Força Nacional, Exército, Marinha e Aeronáutica. Serão quase nove mil policiais para garantir as eleições com tranquilidade e segurança aos cidadãos. “Os acontecimentos atuais são preocupantes, mas não alteraram, nem vão comprometer nosso roteiro de atividades. Fizemos solicitação de efetivo das Forças Armadas para que o policiamento local fique mais focado na segurança das ruas e da população que vai sair para votar”, explicou o presidente do Tribunal Regional Eleitoral (TRE-MA), desembargador Lourival Serejo, durante coletiva à imprensa, realizada na manhã desta sexta-feira (30), na sede do órgão na Areinha.

A Secretaria de Estado da Segurança Pública (SSP-MA) destacou 7,5 mil policiais, entre delegados, investigadores e militares, e, em apoio a este efetivo, estão aproximadamente 1,3 mil das demais forças de polícia que cobrirão os 216 municípios e a capital. Com exceção da Força Nacional, o efetivo destacado para as eleições vem do próprio Estado. “Os eleitores e os mesários podem ficar tranquilos que as eleições transcorrerão dentro do planejamento que estamos realizando desde a última semana. Tudo que for necessário para garantir a tranquilidade nas eleições está à nossa disposição. Todos terão sua integridade segurada”, reforçou o presidente do TRE-MA.

Reforçando a segurança do Estado nas eleições, equipes do Corpo de Bombeiros ficarão responsáveis pela guarda de urna neste sábado (1°) e equipes de prontidão em viaturas para conter possíveis atos criminosos. Um grupo de 300 bombeiros estão destacados para o período, que vai cobrir a Grande Ilha, com reforço em São Luís e Raposa por conta dos casos. “Todas as áreas com maiores índices de periculosidade serão priorizadas neste plano de segurança”, destacou a chefe de Operações do Corpo de Bombeiros, capitã Débora Tavares. Neste sábado, o grupamento acompanha equipes do TRE-MA na distribuição das urnas nos municípios maranhenses, concluindo todo o trabalho até às 18h. “Tudo estará pronto para o dia da eleição”, afirmou o presidente do Tribunal, Lourival Serejo.

Se antecipando a possíveis novos casos de vandalismo, o TRE-MA tomou medidas preventivas. Uma das zonas eleitorais foi modificada, devido à ação dos criminosos. Quem votaria na UEB Professor Carlos Saads, na Avenida Principal do bairro Mauro Fecury, foi transferido para a UEB Cônego Sidney Castelo Branco, na Avenida José Sarney, Vila Ariri, próximo ao primeiro local. Da mesma forma, duas seções que funcionariam na Escola Darcy Ribeiro, foram deslocadas para o Jardim de Infância da própria escola. As mudanças serão informadas pelo tribunal nos próprios locais, por meio de faixas e equipes manterão contato por telefone com mesários e administradores dos prédios para informar das alterações.

Também integrando a força-tarefa de segurança para o período, o comandante do 24° Batalhão de Infantaria Leve, tenente-coronel Carlos Frederico de Azevedo Pires reiterou que, neste momento, é importante destacar o trabalho integrado de todas as forças de segurança do Estado, Forças Armadas e da Justiça Eleitoral para a garantia do exercício de cidadania. “Nós, do Exército, estamos aqui para prestar este apoio e somar na contenção dos crimes”, enfatizou. A Secretaria de Estado da Segurança Pública (SSP) orienta que os cidadãos repassem informações que ajudem a polícia no combate ao crime por meio do número do aplicativo Whatsapp (98) 9.9163.4899 e pelo aplicativo “Byzu”, compatível com todos os sistemas operacionais.